sábado, 17 de dezembro de 2011

Resposta de Deus

Após o meu pedido no último post, muitas coisas aconteceram.  Os medicos começaram a acertar melhor o tratamento, tive muita ajuda espiritual e Deus se fez presente em minha vida, não de uma forma tímida, mas de forma estrondosa, como muitas trombetas tocando.

Abri meu coração e me entreguei a Jesus. Libertei-me de todo o meu passado e deixei fluir o rio do perdão. Deus lavou minha alma.

Ele me mostrou que tudo o que acontece na vida tem um propósito, que sempre Deus está no comando de tudo. Que tudo o que não deu certo é uma semente para fluir o amor divino no futuro. Que no final tudo se transforma em amor. Que todas as angústias, todas as lágrimas, incompreensões, mágoas, incertezas e desentendimenos se tranformam em oportunidades da gente abraçar e amar nossos irmãos e até inimigos.

Ainda estou em tratamento, passando momentos dificeis, mas com muita fé e confiança em Deus. Eu faço a minha parte, seguindo o tratamento médico, me esforçando para controlar minha mente e fortalecendo meu corpo com a alimentação.

Em outubro tive um quadro de muita confusão mental e perdi o controle da minha mente. Tinha pensamentos compulsivos e obsessivos sobre a morte e queria abandonar o tratamento. Tinha muita fraqueza e não conseguia ficar em pé mais que 30 segundos. Toda a família estava entrando em parafuso.

No meio desta confusão o convênio não aprovou a quimioterapia e tivemos que pagar R$ 3.500,00 do nosso bolso, sem ter.  Tivemos que entrar na justiça para conseguir uma liminar para continuar com as quimioterapias.

Final de novembro tive uma crise nervosa e fiquei com muito medo de ter convulsão. Fui internado com a mente completamente confusa, falando coisas, misturando assuntos.

Tive ausências, onde senti como se não estivesse no corpo e se entrasse na parte subconsciente estando consciente. Uma coisa de louco. Falei pro médico que preferia morrer com as minhas faculdades mentais preservadas do que viver como louco.

Houve uma suspeita de encefalopatia, que é quando o fígado não consegue mais filtrar direito as  coisas e acaba deixando passar alguma coisa para o cérebro.

Os  médicos descobriram que eu tive uma queda no sódio, que o organismo estava descompensado em relação ao sódio, ora soltando demais pela urina, ora retendo. Tomei reposição de sódio e conversei com os psiquiatras que receitaram um remédio para diminuir a agitação da mente e um calmante.

Foi verificado um quadro de hipotiroidismo e passei a tomar reposição hormonal (syntroide).
Fizemos uma nova quimio para o fígado, com componentes diferentes da anterirores e numa dosagem menor.

Após melhora, uma noite de sono tive alta..  Porém  mas após 1 dia nova queda me trouxe para o hospital.

Emergência lotada, passamos 24 hs até liberação do quarto. Minha mulher teve que ficar numa cadeira comum e dormir na cadeira. Muito sacrifício. 

Descobri depois que tenho um problema no ouvido esquerdo, e quando ouço sons intensos e intermitentes, meu ouvido distorce os sons. Ainda preciso fazer uma audiometria. Na emergência era muito barulho de pessoas falando, ás vezes sons de dores.  Meu ouvido recoava estes sons, destorcia e ficava ecoando sem parar. Pensava que estava no umbral e ficava rezando sem parar. Foi uma situação muito difícil. Havia pessoas que estavam a 2 dias esperando vagas e quando perguntavámos, não havia previsão.

Finalmente no quarto, seeguimos o tratamento já definido na internação anterior, comecei a tomar o calamante e um remédio para diminuir a agitação da mente e comecei a ter noites de sono mais tranquilas, tomando 0,5 de rivotril é claro. Durante o dia eles dão o rivotril, mas rejeito,senão vou virar um robô.

As coisas começaram a melhorar, mas as plaquetas e os leucócitos estavam baixos. Tive reposição de sangue, plaquetas e também tomei granulokine para os leucócitos.

Meu pai fica comigo de acompanhante e minha mulher vem a noite e fica aos finais de semana.
Nós competimos para ver quem dorme mais, mas ele ganha disparado

Agora meu lema é "Não sei, não quero saber e tenho raiva de quem sabe"  Não fico mais perguntando ou querendo saber do tratamento. Confio nos médicos.

Também vivo cada dia, cada momento, não imaginando nada, não antecipando nada e deixando as coisas acontecerem.

Posteriormente a isso tive alta, mas fiquei 1 dia em casa e tive novamente um pequeno sangramento no cérebro no local onde teve a lesão que operei em julho. Meu corpo tremia todo como uma convulsão, chamamos a ambulância, mas como demorou, a minha sogra chaamou 3 homens na rua, me botaram no carro e fomos para o hospital. Novamente na emergência, o inferno de java na terra, foi verificado que houve queda do sódio. Foi feita tomografia e falaram que havia um novo nódulo no cérebro, mas após a ressonância e avaliação do neuro, foi constatado que foi um sangramento.

Ficamos de quinta a tarde até sexta de manhã na emergência e minha mulher teve novamente que dormir numa cadeira simples, com muitas dores nas costas. Os hospitais não tem mais vagas e apesar de ter 2 planos de saúde Sul-América padrão especial que dá direito a quarto particular, fui transferido para a retaguarda, uma espécie de enfermaria melhorada, mas com banheiro coletivo e sem acomodação decente para um acompanhante dormir.  No sábado, acordava e via tudo como um bébado, imagens duplas e a mente cada vez mais estressada, sentindo pressão no cérebro, fora os fortes medicamentos que já fazia uso, desde a internação anterior quando sai fora de mim e os psiquiatras tiveram que dar fortes calmantes e remédios tipo para esquizofrenia.

Mesmo assim sem condições, devido a não haver previsão de transferência para o quarto e já havia pessoas a mais de 2 dias esperando, fui obrigado a fazer um escândalo e ameaçar chamar meu irmão que é jornalista. Paguei um preço caro devido ao estresse que não podia ter pasaado, mas em poucos
minutos acharam um quarto e então meu pai que tem 81 anos e sofre de problemas de coluna e incontinência urinária, devido a retirada da próstata a 20 anos atrás devido a um câncer pode me acompanhar. Num banheiro coletivo seria impossível, pois ada vez que ele entra no banheiro fica quase 1/2 hora para ajeitar os papéis e as técnicas que ele inventou para conviver com este problema.

Porém nunca posso deixar de ressaltar a excelência, a competência e o amor dos médicos daqui e também todo o carinho e amizade que sempre tenho com os enfermeiros, faxineiras, pesssoal da alimentação e todas as pessoas que nos ajudam a vencer e que abraçam este ramo da saúde por amor, missão e ministério

Que tentam aliviar a nossa dor e que fazem aquilo que tem que ser feito, mesmo que muitas vezes contra a nossa vontade, se pudessemos escolher.


No quarto, a família toda preocupada se não tava ficando louco, eu tomando remédios para dormir e rezando direto a noite para poder estabilizar a mente. Qualquer nervoso, disparava a tensão nervosa. Minha mulher todo este tempo, quase 2 anos me sustentando e tendo que enfrentar jornada dupla de trabalhar pensando em mim. Mas como uma guerreira sempre traçando planos e acreditando na nossa vitória. Quando eu mesmo já não acreditava ela me puxou pra cima e me fez ver o dom da vida. Não só o foco no plano espiritual, mas o apego a vida material, os objetivos na vida, querer viver, gozar a vida ter prazer. Somente quem passa pela guerra sabe o que é estar na linha de frente, lutando com o exército inimigo, os traumas de escutar a todo momento os estrondos das bombas, ficar dias sem dormir, com concentração total para vencer a guerra.  Ao mesmo tempo você vendo seus parceiros se entregando, saindo dos seus postos, se arriscando e sendo baleados e colocando todo o batalhão em risco. Outros passando pro lado do inimigo.

Você se vendo como um corredor de fórmula 1, dirigindo a 300 km por hora e a sua equipe, em plena pressão calculando todos os passos, fazendo as trocas de pneus e combustíveis no tempo cronometrado.  Mas é você é que está dirigindo. Você não tem tempo para pensar, mas você decide se você decide se você vai ser um Airton Sena, um campeão, se você vai fazer de tudo para vencer aquela corrida custe o que custar, se você não vai obedecer a ordem de deixar outro da equipe passar na frente, ou se você vai ser um barriquelo.   Se você vai ser um Neymar ou um Messi, ou um jogador normal.

Um guerreiro que sai para luta, pode até morrer na batalha, mas a sua espada vai estar em punho e ele vai morrer defendendo sua pátria. Não tem escolha. Ou você deixa o medo dominar e suas energias irem embora, ou você se torna a coragem pura, um bombeiro que não tem medo de nada, não tem medo do fogo quando tem que salvar as vidas. É uma questão de opção. Deus quer que todo mundo viva o máximo e o melhor possível, mas se a gente não quiser nem Ele pode ajudar. apesar Dele ser o dono da vida e da morte.

Isto é só um pedacinho da minha história que preferi não contar por não querer passar coisas negativas e por não estar em condições  psicológicas. Hoje mudei muito, choro quando quero, brigo e falo as verdades, depois peço desculpas e faço as pazes, vivo um mundo mais verdadeiro. Mas tudo é uma questão de equilíbrio e tempo. Ainda estou me acostumando.

Ainda estou internado, mas vamos começar na segunda o planejamento da radioterapia na cabeça, o que vai evitar riscos de novos nódulos. Estou na minha consciência total, apesar de ter que tomar alguns cuidados e montar algumas estratégias para fugir do foco da doença, recuperar a energia do corpo, comendo, dormindo e fazendo exercícios, se distraindo, saindo na medida do possível, conversando, jogando jogos, fazendo palavras cruzadas, enfim todo um arsenal de medidas a serem tomadas em conjunto com o tratamento médico.  Aprendendo a olhar os próprios defeitos, ouvindo mais os conselhos, etc.

Por outro lado a espada continua na mão e mesmo na família, os caras de boi morto que te amam, mas que não tem força para te dar, infelizmente tem que ser chutados, mesmo que por alguns momentos. Somente os fortes é que podem ficar do lado e ajudar nesta guerra.

Aqueles que tentam se intrometer em nossas vidas, impondo realidades, sem estar na linha de fronte 24 hs, por mais que sejam pessoas queridas, certas vezes tem que levar aquela facada no coração tranpassando todo o corpo ou enfiada na cabeça para refletirem, ouvirem umas verdades, mesmo que isto nos parta o coração e depois aja o perdão e a reconciliação.

Mas voltando ao poder divino, que é o que interessa. Quando você se entrega e se curva pra Deus e ativa também sua força interior, todas as portas começam a se abrir. Muitas vezes a resposta não é bem aquilo que imaginávamos, como um pai muitas vezes não dá o presente que o filho quer, mas o presente que vai fazer bem pra ele.

E muitas vezes esse caminho é a porta estreita. Saber sofrer é muito difícil, aceitar aquilo que temos que passar e tirar proveito disso e olhar sempre pra frente como um vitorioso, ao mesmo tempo tentando ajudar os outros também é muito difícil. Enfrentar os seus limites, saber que ninguém vai entender o que se passa dentro de você, sua dor e ao mesmo tempo olhar para os lados, para baixo e ver que a dor atinge de forma muito mais cruel outras pessoas, que muitas vezes estão conseguindo levar a vida, mesmo com as limitações. Resumindo, a vida é uma luta e todo mundo tem medo de morrer. Não adianta falar pra mim que é espiritualizado. Os planos são diferentes e temos apegos, obrigações e a vida e um dom precioso que precisamos lutar. Cada dia tem um novo ensinamento. Nossas vidas não pertencem somente a nós, mas existe toda uma rede de pessoas e fatos que estão todos interligados. Somente o nosso egoísmo é que nos faz enxergar o nosso próprio umbigo.

Por outro lado,  quando você estiver no fundo do poço, Deus está te provando e quase sempre logo a frente vem a ajuda. Muitas vezes esta ajuda vem de pessoas que não tem nenhuma obrigação com você. E a gratidão a estas pessoas que Deus coloca na sua vida é imensurável. Deus enche a vida destas pessoas de bençãos, pois elas conseguiram atender a um dos maiores mandamentos de Deus, Amar o próximo como a ti mesmo. Isto não é fácil, quando todos aqueles que você não esperava te abandonam, aqueles que você nem esperava, vêm e trazem o poder de Deus, independente de religião ou fanatismo, que é uma das coisas que mais prejudicam, quando um ser humano lança o anátema em outro somente porque não pensa como ele ou porque não partilha os mesmos ideais.

Deus está presente em tudo e em todos. Quando será que a humanidade vai aprender isto. Quando será que as pessoas vão se preocupar mais com suas vidas do que tentar consertar a vida dos outros? Sempre em nome de um ideal que as isenta de culpa, mas que faz com que elas cometam as maiores atrocidades, mesmo em pessoas queridas. Nem Deus que é o todo poderoso, interfere no livre arbítrio das pessoas, deixa as pessoas viverem suas vidas, embora cada um tenha que colher os frutos dos seus atos. Ele também é humilde. Só se mostra aqueles que o buscam com profunda sinceridade no coração, e não porque frequentam esta ou aquela religião ou filosofia. Ele vê os seus atos e a intenção do seu coração, mesmo que você não acredite Nele. Não importa, Ele está dentro de todos nós.

Pessoal, já escrevi muito, meu almoço já esfriou, mas eu ofereço este post como um presente de Natal e um agradecimento a todos que me seguem. Forcei minha mente mesmo sem poder, mas estou em franca recuperação, apesar dos desertos que tenho atravessado, quero viver, quero amar minha mulher, amar minha filha e meu filho, ajudar na educação deles. Amar toda a minha família e amigos e todas as pessoas que Deus colocar na minha vida, continuar aprendendo e evoluindo, tendo planos, como por exemplo, poder voltar a surfar, que sempre foi minha paixão de adolecente. Enfim, Deus é quem sabe, mas vou fazer minha parte.

Desejo a todos um Feliz Natal, um Ano Novo que traga novas esperanças e também desejo profundamente a todos aqueles que sofrem possam erguer suas cabeças e respirar o ar puro, sentir a energia do Sol que se levanta todos os dias, do mar com suas ondas e infinidade de vida, para as estrelas do céu, todo o universo. Olhem para esta terra que gira numa velocidade incrível e não bate e nem sai da sua rota em torno do Sol, todos os astros que também tem sua evolução perfeita, mesmo nas galáxias mais longínguas em que não temos idéia.

A força que faz um germe se levantar e virar um alimento, uma árvore, uma flor. Da força que faz um embrião crescer dentro da barriga de uma mulher e na época certa sair para a vida. Na força dos ventos e das chuvas que sabem a hora certa de cair, mesmo com toda a interferência que o homem tem feito.

Esta força que nos faz respirar, que faz o nosso coração bater independente da nossa vontade, que nos faz levantar, pensar e controla o sangue e todos os fluidos do corpo, controla diariamente a luta entre os micróbios, bactérias e virus, que faz o organismo se renovar a cada dia.

De onde vem esta força, que alimenta nossos aparelhos por meio da eletrecidade, que quando cai ficamos aflitos. Que transmite as idéias por meio da internet ou da televisão? A ciência explica como tudo isto funciona, mas ninguém explica ou sabe de onde vem esta força. Eles dizem que vem da própria matéria, sera?  Certamente Deus está dentro dos átomos também.  Mas chega de religião, vamos viver, sejam felizes com suas famílias e tenham boas festas. Um Beijo e abraço a todos.

10 comentários:

  1. Que alegria vir aqui e encontrar um post seu. Lindo texto, sua escrita vem da alma, de tudo que está vivenciando e sei que o combate tem sido duro, mas graças á Deus que vc nunca perde a fé e dá exemplos de superação a todos nós. Sabe, hoje fui a Aparecida do Norte e coloquei vc nas mãos do Pai e de nossa Mãe para que a cura venha e que vc seja revestido de força, sabedoria e coragem. Nunca esqueço de você meu amigo, em todas as orações, cultos, preces vc está presente. Desejo á você e sua família um santo Natal, que o menino Jesus nasça em seus corações trazendo muita paz! Um grande abraço e força!

    ResponderExcluir
  2. Oi, Felipe! Que saudades de você! Mas, como precisou dar um tempo, eu respeitei. Muitas vezes tive vontade de vir aqui e perguntar por você, saber notícias, mas não o fiz por respeito e, em vez disso, fazia preces para você. Acho admirável essa sua capacidade de, apesar das dificuldades que tem encontrado, renovar-se e descobrir suas estratégias para ficar bem. E sua fé é impressionante, querido amigo do meu coração. Geni é uma mulher maravilhosa, uma companheira de verdade, e o Sr. Waldir é um pai amoroso, do tipo que está junto em todos os momentos. Fiquei feliz em saber que você hoje se permite por para fora as emoções e mostrar honestamente o que sente. Não temos que ficar guardando as coisas e nos fazendo de fortes para poupar os outros. Hoje fui fazer uma palestra para um grupo de mulheres portadoras do câncer de mama do Projeto ConheSer, da Santa Casa de BH e uma moça, também palestrante convidada, professora de filosofia, falou sobre o tempo, dizendo que o que existe de real é apenas o presente e que a maioria das pessoas se preocupa tanto com o futuro que deixa de viver o presente de maneira plena. Você está nos dando esse exemplo, vivendo um dia de cada vez, cheio de confiança em Deus, ciente de que tudo está nas mãos dEle.
    Desejo que você tenha um santo Natal, junto aos seus queridos, de preferência em casa, e que o ano novo venha com alegrias, serenidade e, principalmente, SAÚDE, muita SAÚDE para você! Que Jesus o abençoe. Quando puder, dê notícias. Beijos a todos. Com carinho, Angela

    ResponderExcluir
  3. É lindo ver a franqueza e a grandeza como vc encara tudo na vida, é isso aí! Quando colocamos DEUS no controle as coisas mudas e se vc chegou até aqui é porque sempre permitiu que ele levasse vc...Um feliz Natal e um desejo de que em breve esteja surfando altas ondas, mas não esquece de postar as fotos hein!!!

    ResponderExcluir
  4. Oi Felipe! Obrigada pelas noticias! Para vc e sua familia um santo Natal! Também estamos na luta com meu pai!! Suas palavras me encorajam!!!

    ResponderExcluir
  5. Sem palavras diante de mais um testemunho GRANDIOSO deixo meu desejo de um Natal Feliz e abençoado para vc Felipe, sua esposa, pai e filhos.
    Com amor e admiração
    Regina

    ResponderExcluir
  6. Que bom que voce postou, estava preocupada e anciosa de ter notícias tuas, entrada todos os dias para saber se tinha escrito, mas nunca esqueci de voce em minhas orações. Que lindo o que voce escreveu, pedi para minha filha ler também, pois é um ensinamento de vida.
    Sua fé, luta é grandiosa. Lembra que eu te disse que se estamos em uma guerra, somos os soldados e que iremos lutar para vencer esta guerra; nós vamos vencê-la, Deus está conosco e temos que respeitar o tempo dele que é diferente do nosso. Fico contente da sua vontade de viver. Garra Felipe, voce sairá dessa!!!!
    Abra os braços e receba o Menino Jesus neste Natal com muito amor,,,,,, que ele lhe aumente cada vez mais sua fé, lhe dê saúde e abençoe voce e sua família maravilhosa. Que o Ano Novo venha cheio de renovações, esperanças.
    Também estou vivendo o dia de hoje e aproveitar muito meus filhos e meu marido, pois sem eles não sei o que seria de mim.
    Um beijo bem grande, que deus te abençoe e saiba que nunca esqueço de voce.
    Fique bem.
    Cristina Capellato (Hospital)

    ResponderExcluir
  7. Olá Felipe, pode parecer intromissão da minha parte, mas sou Marcia, irmã da Cristina (do Hospital)que sugeriu que eu lesse essa sua postagem. Apesar de vc se achar em um momento confuso, suas idéias demonstram o contrário...extrema lucidez e foco...td o que eu lí serve como um "acorda pra vida; nos faz refletir e avaliar q a vida é muito mais do que ter, do que aparências...é o verbo "ser" o que importa! Tudo se torna tão pequeno qd valorizamos as coisas verdadeiramente importantes e relevantes...é uma questão de ângulo de visão! Nós, sempre temos 2 caminhos a escolher...vc, poderia ficar no seu canto se lamuriando, questionando o porquê disso ou daquilo, mas está dando uma lição de vida em nós, minúsculos seres humanos que nos achamos ora a última bolacha do pacote, ora abandonados por DEUS...assim as coisas devem ser...cada um FAZENDO A SUA PARTE, pois esperar que DEUS nos cure, nos tire desse ou daquele problema, nos abasteça, nos supra ,sempre de braços cruzados é fácil e confortável...Conheço sua luta, e sei que também acompanhou a luta da minha irmã. O que eu te desejo nesse momento de fim de ano, onde naturalmente fazemos o nosso inventário dos últimos 365 dias é que a força e a fé nunca lhe faltem, que a guerra a q vc se refere seja finalmente vencida; batalhas sempre existirão, ums ganhas, outras perdidas, mas nunca abandonadas...nossa passagem nessa esfera azul perdida na imensidão não é em vão...temos algo a cumprir e muito a aprender. Assim como admiro a força, a coragem, a determinação, a fé da minha irmã, permita-me dizer que tb o admiro muito...que DEUS abençõe VOCÊ e sua família! Esteja bem!

    ResponderExcluir
  8. Que gostoso ler sua postagem! Que bom saber que vc continua vencendo esta batalha. Também tenho pedido a Deus por vc e torcendo muito pela sua recuperação. O Júnior tbém está louco para ir surfar contigo. rsrsrsr
    Quero que saiba que eu te amo muito, mesmo que meus atos não correspondam neste momento. Gostaria muito de ser mais presente em sua vida, mas, mesmo que isto ainda não ocorra, não tenha dúvidas de que estou sempre lhe enviando energias muito positivas aqui do meu quarto e de que meu coração está totalmente aberto para você.
    Que a graça de Deus seja abundante sobre sua vida, que o poder do Alto te fortaleça e que o brilho do sol ilumine todo o teu ser, trazendo-lhe saúde e paz!!!

    Pô, vamos usar o face para diminuir esta distância...
    UM GRANDE ABRAÇO!!!

    ResponderExcluir
  9. Felipe! Só agora vi sua mensagem.Você ficou tanto tempo sem escrever ( com muita razão )que parei de entrar no Blog . Hoje enfim , achei você. Tenho tido notícias através de sua sogra. Ela é uma assessora de imprensa muito boa ....rsrsrsr... verdade, informa tudo direitinho e resumido rsrsrsrsrs. Estamos amigas!!!
    Fica em paz!!!
    Com muito carinho,
    Beth
    PS Estou em paz com alguns dias de angústia. Fico muito emotiva nessa época de Festas.

    ResponderExcluir
  10. Olá Felipe, este teu texto emocionou-me de forma particular, arrebatou-me, cheguei ao fim com lágrimas nos olhos, pelos sentimentos que expressas, pela sinceridade, pela dimensão da tua luta. Obrigada por partilhares isso tudo aqui no blog. Desejo um feliz ano novo para ti e para toda a tua família, e envio deste lado muitas energias positivas e um grande abraço!

    ResponderExcluir